Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Multiculturalismo

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Pesquisar



O Tempo

news_artigo.gifARTIGOS DE FUNDO II - Shag bands - as pulseiras do sexo e os predadores
Este artigo está disponível no formato standard RSS:
https://jurispro.net/doc/data/artpt.xml

pulseiras_sexo.jpg

Muitas adolescentes usam estas pulseiras sem fazerem a mínima ideia do jogo erótico que está associado ao seu uso. A moda veio de Inglaterra onde são chamadas shag bands. Depressa se espalhou por diversos países sendo motivo de preocupação entre pais e professores havendo já uma decisão judicial (Paraná) que proíbe a sua venda a menores.

As pulseiras são de silicone e cada cor representa um acto afectivo ou sexual que pode ir do simples abraço a relações sexuais. Rebentar uma pulseira significa que é preciso cumprir com o código associado a essa cor.

O que significam as cores:

*  Amarela – um simples abraço
*  Rosa – mostrar o peito
*  Laranja – dentadinha de amor
*  Roxa – beijo com a língua – talvez sexo
*  Vermelha – dança erótica a curta distância
*  Verde – chupões no pescoço ou sexo oral praticado pelo rapaz
*  Branca – a menina escolhe o que quiser
*  Azul – menina faz sexo oral
*  Preta – sexo com a menina
*  Dourada - todos os citados acima

O problema surge aqui. Enquanto que para muitas jovens as pulseiras não passam de adornos coloridos sem qualquer conotação de jogo erótico, para outros o caso muda de figura.

Foi notícia que no Brasil, duas raparigas de 13 e 14 anos foram encontradas mortas e violadas com as pulseiras partidas ao seu lado. cry

O caso demonstra a necessidade de pais e professores alertarem os jovens para o significado do uso destas pulseiras como um convite explícito e voluntário para um jogo que podem não querer jogar já tarde demais.

Criado em: 08/04/2010 • 01:51
Actualizado em: 08/04/2010 • 01:52
Categoria : ARTIGOS DE FUNDO II


Imprimir Imprimir

Comentários

Ainda ninguém comentou.
Seja o primeiro!

Data Venia

Data Venia - Revista Jurídica Digital

SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?

Fora com eles!
 
AdwCleaner
tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?
 
diarios_nacionais.png


PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password



  O que testa a democracia é a liberdade da crítica  David Ben-Gurion
^ Topo ^