Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Multiculturalismo

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Pesquisar



O Tempo

news_artigo.gifCANCIONEIRO de Castelões - Romances - Romance VI
Este artigo está disponível no formato standard RSS:
https://jurispro.net/doc/data/artpt.xml




'Stava eu a coser
Na minha almofada;
Veio um passageiro
E pediu pousada.

Se meu pai lha der
'Stá muito bem dada;
Deu-lha minha mãe,
Por ser-lhe confiada.

De três que nós éramos
Só a mim levou,
Por terras alheias,
Terras despovoadas. (1)

... ... ... ... ... ... ...

Dali a dez anos,
Ele por lá passou,
E perguntou às donas do gado:
- Que santa é aquela
Daquela capela?

- É santa Iria
Que foi degolada.

- Ó santa Iria,
Meu amor primeiro,
Perdoai-me vós,
Serei vosso romeiro.

- Como t'heide perdoar,
Ladrão carniceiro?
Da minha garganta
Fizeste dinheiro,
Da ninha cabeça
Fizeste carreiro.
Veste-te d'azul
Qu'eu 'stou d'amarelo;
Se te Deus perdoar
Perdoar-t'eu quero.

1947


(1) subentender-se-á: "ali me deixou"


Criado em: 08/11/2008 • 10:07
Actualizado em: 08/11/2008 • 10:10
Categoria : CANCIONEIRO de Castelões


Imprimir Imprimir

Comentários

Ainda ninguém comentou.
Seja o primeiro!

Data Venia

Data Venia - Revista Jurídica Digital

SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?

Fora com eles!
 
AdwCleaner
tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?
 
diarios_nacionais.png


PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password



  Adulto é uma pessoa "que pensa" uma coisa, diz outra e faz o contrário  Anónimo Jovem
^ Topo ^