Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
Pesquisa Jurisprudência

hera.pngPesquisa de TODA a jurisprudência nacional e comunitária (publicada na net),
incluindo o DRe
 
 
Ajuda

Um artigo ao acaso: Justiça Restaurativa - Reuniões entre vítimas, agressores e comunidade


JUSTIÇA RESTAURATIVA  


Os encontros entre as vítimas, os agressores e os membros da comunidade afectada são um meio importante de abordar a dimensão relacional da criminalidade e da justiça. É reconhecido que os três métodos a seguir indicados caracterizam a justiça restaurativa. Cada um dos métodos requer que o agressor admita a responsabilidade do delito. Cada um está reservado às partes que queiram participar voluntariamente.


• Mediação entre a vítima e o agressor – Trata-se de um procedimento que prevê a oportunidade de dar a uma vítima interessada a oportunidade de se encontrar com o agressor que a ofendeu, num ambiente seguro e estruturado, para iniciar o processo de discussão sobre o delito com a assistência de um mediador qualificado. 

- Objectivos
- permitir às vítimas reunir-se voluntariamente com o agressor encorajando-o a compreender as consequências do delito e a assumir a responsabilidade do dano causado, dando à vítima e ao agressor a oportunidade de desenvolver um projecto de compensação pelo dano causado.


Há mais de 300 programas de mediação entre vítimas e agressores na América do Norte e mais de 500 na Europa. A pesquisa sobre estes programas mostrou um grau de satisfação mais elevado entre vítimas e agressores que participaram na mediação, muito menos medo entre as vítimas, uma maior probabilidade de que o agressor cumprirá com a obrigação de reparação e menor índice de novos delitos do que os que passaram pelo processo penal normal.


• Conferência de Família ou Grupo de Comunidade – Este processo junta a vítima, o agressor e a família, os amigos e os principais simpatizantes de ambas as partes, para decidir como reagir às consequências nefastas do delito. 

- Objectivos - dar à vítima a oportunidade de participar directamente na resposta ao delito, sensibilizar o agressor para as consequências do seu...

Outras Notícias


JURIS

É com prazer que abrimos este novo espaço de divulgação e comunicação.

Depressa se constatará como ele representa uma nova forma de estar. Quebrando as regras tradicionais, este sítio é interactivo.

Não se limita a ser lido ou a ser mais um local onde podem descarregar-se conteúdos.

Cada informação, cada notícia, pode ter a marca da sua intervenção. Directa. Imediata. Sem recurso a email. À distância de um clique pode estar a sua palavra feita opinião, sugestão ou recomendação, sempre que o entender.

No momento seguinte ela fará parte da alma deste sítio. Transparente e livre como nasceu.

 Maio de 2004

 
 


 

 

 
 



  Os políticos são todos iguais. Prometem construir uma ponte mesmo onde não há rio.  Nikita Khrushchev
^ Topo ^