Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
news_artigo.gifEncontros - Encontro de amigos às portas do Castelo de Óbidos

O tempo é mesmo aquilo que dele fazemos... Começou por ser longo. De espera. Daquela preocupante espera que é irmã gémea das insónias que nos trazem à cabeça as ideias mais malucas.

Quem chega a horas nunca passa por esta angústia momentânea.

Agora o tempo parece que voou e deixou por começar muitas histórias que podiam ser contadas. Foi assim o princípio e o fim desta tarde passada em Óbidos.

Pelo meio ficaram momentos de memória. Reencontro de amigos conhecidos e descoberta de outros que vimos pela primeira vez ao vivo e a cores, mas nos entravam há muito pelo correio adentro como se fossem já amigos de longa data.

Deliciosa equipa de migrados do norte, centro e sul. Bons garfos, bons conversadores, inventivos quanto baste para deixar no ar propostas inovadoras para o futuro da advocacia.

O mal das propostas nascidas no meio de muito boa disposição é que nunca são levadas a sério... E o pior é que se se diz que são mesmo sérias, a boa disposição aumenta proporcionalmente à loucura.

Não podemos adiantar pormenores do projecto pioneiro, porque por lapso, não obtivemos as necessárias autorizações dos inspirados autores.

Um agradecimento muito especial ao Dr. Rui Vargas, responsável pelas diligências que permitiram o encontro na Albergaria Josefa d'Óbidos nas condições que todos constatamos e pelos contactos que permitiram dar a conhecer um pouco mais desta zona em termos turísticos.

Um agradecimento muito especial também
- à Adega Cooperativa da Vermelha, pela oferta e divulgação do vinho leve por si produzido,
- à Zira Cadaval, pelas bolachinhas de aveia integral (deliciosas - esperamos que o digam depois da prova) e
- à Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha pelas pêras e tão simpático cartão com referência ao evento deste dia.

Em meu nome e também no do Dr. Rui Vargas, um enorme obrigado pela maravilhosa tarde que passamos, pela disponibilidade em aceitarem o convite e pelas longas viagens que alguns amigos tiveram que fazer para aqui chegar.

Todos sabemos que os amigos podem não estar em todas as boas ocasiões, mas nunca deixam de estar presentes quando precisamos deles.

Muito obrigado.

José Manuel Ruas

Criado em: 26/05/2007 • 23:24
Actualizado em: 29/05/2007 • 17:48
Categoria : Encontros


Imprimir Imprimir

Comentários


Comentário n°1 

fernanda m gouveia 28/05/2007 • 14:17

Parece que sou a 1ª a vir aqui, após aquele sábado inesquecível, em que todos estivemos a festejar este nosso tão querido bebé : o JURIS. Mas tal "primeirice" só se pode ficar a dever ao excesso de cansaço dos outros intervenientes na festa...wink)

Venho aqui deixar o meu abraço, largo, forte e muito,  muito Amigo, ao Zé Manel (por tudo e, especialmente, pela pessoa que ele é), à Isabel, sua mulher, que tem uma paciência de Job para aturar uns malucos que lhe infernizam o marido, ao Dr Rui Vargas, que tive o prazer de conhecer pessoalmente e de lhe agradecer., também, o trabalho por ele desenvolvido, diariamente, nesta Casa.

Não vale a pena maçar-vos dizendo, mais uma vez, o que penso do JURIS, porque sou dele utente quase diariamente, apesar de pouco participativa nestes últimos tempos. O JURIS entrou, desde a sua criação no dia a dia normal da minha vida profissional, por isso dificilmente passarei (bem) sem ele.

A festa ? Foi isso mesmo : Uma festa de Amigos, o­nde Amigos nos brindaram com alegria, boa comezaina e excelentes vinhos, e ainda....prendas à saída. E nós ? Nós apenas levámos as nossas pequenas presenças.

Nasceu um projecto, que é para ser levado a sério...apesar da descrença do Zé Manel (e não só...e não só...biggrin - A Advocacia passa por vendavais, gerados, o mais das vezes, dentro de si mesma. É tempo de fazer a Revolução, cuja se sustentará no riso. O riso destrói governos. Já do Eça : "Passeie-se uma gargalhada à volta de uma instituição e a instituição cairá". Isto assim, mais coisa ou menos coisa.

Nós, os "projectistas",, não temos a ambição de derrubar o governo...Ficariamos felizes se o Costa caísse...mas o objectivo do "projecto em marcha" não é bem esse. O JURIS será o primeiro a ser informado do programa e do produto  final. E para já, não se pode mais dizer, que está tudo em segredo de justiça....

A palavra final, que urge e tem de ser dita : Obrigada.

Fernanda


  Adulto é uma pessoa "que pensa" uma coisa, diz outra e faz o contrário  
^ Topo ^