Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
news_artigo.gifARTIGOS DE FUNDO III - Exames de resposta múltipla - como superá-los

Ser bem sucedido num exame de respostas múltiplas é, em 80% dos casos, questão de estudar e fazer testes. E os outros 20%? Existem algumas técnicas que nos podem ajudar a tirar mais rendimento dos nossos conhecimentos? Neste artigo vamos mostrar algumas.

Superar los test de las oposiciones
Ajuda para superar os Testes

Antes de mais nada queremos deixar claro que o estudo do tema é fundamental, mas como nunca é demais uma ajudinha, aqui deixamos alguns truques para que seja mais fácil enfrentar este tipo de exame e, o mais importante, ficar aprovado.

Cá vão eles:

O mais adequado é responder primeiro às perguntas que sabemos com total segurança que estão bem. Neste tipo de perguntas, uma vez respondidas é importante não voltar a elas.

Às vezes pomos-nos a dar-lhe voltas e já não sabemos nem o que se está perguntando e, geralmente, se decidimos mudá-las acabamos por responder mal.  Se achamos que uma resposta está correcta à primeira vista, devemos confiar nos nossos conhecimentos.

Nas perguntas em que nos surgem dúvidas
devemos descartar primeiro as respostas que de modo seguro sabemos que são incorrectas. Agora é o momento de aplicar estes truques:

      • Descartar as respostas que gramaticalmente não encaixam
com a pergunta.

      • Descartar as opções que nos são totalmente desconhecidas. Se estudámos, é muito raro haver uma resposta que não nos soe a nada.

      • Ter cuidado com as duplas negações porque uma dupla negação pode criar o equivalente a uma afirmação positiva. Há que estar atento.

      • Quando nos perguntam sobre um número, descartar o mais alto e o mais baixo. Demonstrou-se que a pessoa que elabora a pergunta costuma dar um número mais alto e mais baixo que o correcto.

      • Especial atenção para as perguntas negativas: obrigam-nos a pensar ao contrário e seleccionar como correcta uma frase que é incorrecta.

      • Nas respostas, se há duas opções opostas entre si, é provável que uma delas seja a correcta. Fixemo-nos nessas duas e descartemos as outras.

      • Se uma resposta engloba o resto ("Todas as respostas são correctas" ou "Nenhuma é correcta"?, etc), possivelmente essa seja a correcta.

      • Olhemos para as opções mais longas: Para a pessoa que faz a pergunta é mais difícil elaborar uma resposta falsa que uma verdadeira. Deste modo, se entre todas as opções possíveis há alguma que é mais longa ou com mais detalhes ou exemplos, essa opção costuma ser a verdadeira.

      • Termos fortes como "sempre, nunca, tudo, nada, completamente ou exclusivamente" costumam colocar-se numa pergunta com a intenção de despistar.

Geralmente costumam estar presentes na alternativa da resposta falsa. No entanto, quando se introduzem termos como "geralmente, apenas, pouco, às vezes, ou somente" é bem mais provável que a resposta que os contém seja verdadeira.

O problema deste tipo de teste é que o tempo corre contra nós, pelo que é importante não parar demasiado em perguntas que temos muito claras.

Também temos de ter em conta que há ocasiões em que a primeira resposta é um chamariz para que a consideremos como correcta e não continuemos a ler. Em todos os casos é importante ler todas as respostas.

O enunciado de uma pergunta pode dar-nos a resposta de outra. Por isso devemos estar muito atentos e ler bem todas as perguntas.

E recordemos que há exames de outros anos, sendo bom rever perguntas e respostas porque às vezes coincidem.

Com isto terminamos. Só nos resta recordar que se não estudamos, estes truques não funcionarão. Muita sorte!


Tradução JURIS - Artigo original

Criado em: 01/12/2011 • 19:22
Actualizado em: 02/12/2011 • 17:15
Categoria : ARTIGOS DE FUNDO III


Imprimir Imprimir

Comentários

Ainda ninguém comentou.
Seja o primeiro!


  Até recear não o poder fazer, nunca gostei de ler. Não se gosta de respirar.  Harper Lee
^ Topo ^