Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
news_artigo.gifARTIGOS DE FUNDO II - O clube dos 27

Este é um clube muito selecto de famosos que está aberto 24 horas por dia. Não tem porteiro que impeça a entrada e também não se paga consumo mínimo.

No século passado notou-se uma tendência bastante estranha: certas estrelas da música terminavam a vida abruptamente aos 27 anos.

Apesar de na indústria musical, e no rock especificamente, o auge e queda das estrelas serem intermitentes devido ao abuso de drogas e álcool, não deixa de chamar a atenção o facto de muitos cantores famosos terem deixado este mundo com essa idade. Mais curioso ainda é o facto de a maioria se encontrar no topo ou ter já conhecido a fama.

Um dos artistas que faz parte desta lista é Brian Jones, dos Rolling Stones, que representava a verdadeira essência do grupo inglês. Nos anos 60 foi o membro mais famoso do grupo e com as suas extravagâncias ofuscava facilmente Mick Jagger e Keith Richards.




Brian Jones


Teve uma vida bastante agitada. Aos 17 anos já tinha o seu primeiro filho de uma namorada de 14 anos. Logo depois deixou grávida uma mulher casada com quem se deitou apenas uma noite . Depois, aos 19 anos, outra das namoradas dava-lhe o terceiro filho em 1961. Em Maio de 1962 pôs um anúncio numa revista pedindo músicos e logo depois fundava os Rolling Stones.



Ele era o chefe da banda. Orientava-os e guardava para si a maioria do dinheiro. Ficava alojado nos melhores hotéis quando iniciaram as primeiras digressões em 1963.

Brian Jones sempre abusou das drogas e do álcool e os seus excessos públicos fizeram com que a polícia britânica não lhe tirasse os olhos de cima, o que lhe custou várias detenções, umas por escândalos e outras por posse ilegal de drogas. Esta foi a causa de não poder tirar o visto para os Estados Unidos e não acompanhar a banda na sua primeira digressão por esse país.

No dia 8 de Junho de 1969, Brian foi expulso dos Rolling Stones e substituído por Mick Taylor. Passou para a opinião pública a ideia de um abandono voluntário. Menos de um mês depois de sair da banda, no dia 3 de Julho, foi encontrado afogado na piscina da sua casa. Tinha 27 anos.

Janis Joplin é a senhora que se segue. Muito se falou do seu abuso de drogas, dos litros de Southern Comfort (fortíssimo uísque de cereal) que bebia e da sua adição ao sexo. O certo é que quando a fama chegou não pôde desfrutar muito dela.




Janis Joplin


Durante as sessões de gravação do disco “Pearl”, em 1970, já se via uma Janis extenuada e com uma constante ressaca. Depois de acabar as gravações pela manhã, passava as tardes a consumir drogas e álcool, todos os dias.

O produtor do disco, Paul Rothchild, que também o era dos Doors, viu, em apenas um ano, repetir-se a mesma história com Jim Morrison.

No Domingo, 4 de Outubro, Janis faltava a uma sessão de gravação e Rothchild, preocupado, enviou um dos membros da banda buscá-la. Encontraram-na morta junto da cama com indícios de ter caído inconsciente e batido com a cabeça na mesinha de cabeceira. A causa oficial: overdose de heroína e álcool.

Do grande Jim Morrison só podemos dizer que o seu extravagante comportamento o transformou no ícone dos The Doors. A sua ascensão e fama seguiram a trajectória previsível e terminou como os outros. Foi encontrado morto pela namorada no seu apartamento de Paris, presumivelmente de um enfarte. Como não houve indícios de algo estranho, não foi feita a autópsia.




Jim Morrison


Jimmy Hendrix nasceu em 1942 e já era considerado um dos maiores guitarristas da história do Rock em 1965. Pode dizer-se que, ele sim, pôde desfrutar da fama, já que a sua música o levou pela Europa e por todo o lado nos Estados Unidos.




Jimmy Hendrix


Jimmy era famoso por ingerir misturas explosivas de álcool, cocaína, heroína e o que tivesse à mão. Estas misturas punham-no especialmente violento. Agrediu a namorada, o baixista da banda e provocou estragos assinaláveis num quarto de hotel em Estocolmo. Houve ocasiões em que chegou a desmaiar ou simplesmente abandonava o palco incapaz de tocar mais uma nota. Quando passava, costumava dizer ao público:

"Isto é o que acontece quando a terra se funde com a galáxia..."

Hendrix morreu em Londres, no dia 18 de Setembro de 1970, também num confuso incidente mas, depois das investigações, deduziu-se que foi vítima de overdose.

Kurt Cobain nasceu em 1967 e chegou a converter-se no representante da Geração X. Em 1992 tentou reabilitar-se numa clínica, mas em 1993 a sua mulher teve que reanimá-lo com uma injecção de naloxona mesmo antes de um concerto, devido a uma overdose.

Em 1994 entrou num outro centro de reabilitação mas no dia 30 de Março fugiu saltando um muro. Apanhou um táxi e depois um avião para Seattle. Foi visto aqui em diversos pontos da cidade mas não voltou para junto da mulher.



Kurt Cobain


Cobain foi encontrado morto no dia 8 de Abril, na sua casa de Lake Washington, com um tiro. Segundo a versão oficial, estava morto há 3 dias e tinha junto de si uma carta de suicídio.

Robert Johnson poderá considerar-se o fundador do "Clube dos 27" já que foi ele quem o inaugurou.




Robert Johnson


No dia 13 de Outubro de 1938, alguém lhe ofereceu uma garrafa de uísque, aparentemente envenenado. Presume-se que pode ter sido o proprietário do local onde se encontrava, como vingança por um assunto de saias.

O seu amigo Sonny Boy Williamson, que estava com ele quando lhe passaram a garrafa, advertiu-o para não beber nunca de uma garrafa aberta. Johnson, zangado, recriminou-o dizendo-lhe para nunca mais lhe tirar uma garrafa da mão. Pouco depois saía à rua gritando de dor e caía. Três dias depois falecia aos 27 anos.

Kristen Pfaff foi a baixista do grupo Hole e morreu por overdose poucas semanas depois do suicídio de Kurt Cobain, de quem era amiga.




Kristen Pfaff


Diz-se que a morte de Cobain a tinha deixado muito em baixo mas o certo é que tinha caído no consumo de heroína alguns anos atrás, desde que tocava nos Hole. No dia 16 de Junho de 1994, Kristen foi encontrada morta por overdose, fechada na casa de banho da casa de um amigo onde vivia.

Peter Ham era o vocalista dos Badfinger, um dos grupos lançados pela marca Apple dos Beatles. Com esse produtor só editaram um disco que se transformou num autêntico sucesso após lançar um single em 1970 que tinha um tema escrito por Paul McCartney, Come And Get It.

O agrupamento decidiu mudar de produtor e assinou um contrato com a Warner. O manager do grupo tinha recebido da Warner $ 100.000 de adiantamento para o terceiro disco, mas ficou com o dinheiro.



Peter Ham


Peter Ham acaba de comprar uma casa e a mulher esperava um filho. Suicidou-se desesperado com as dívidas, enforcando-se na garagem. Tinha 27 anos.

Um caso curioso é o de Richey Edwards, que foi guitarrista de Manic Street Preachers e que desapareceu sem deixar rasto em 1995, em Gales, Inglaterra.

Só encontraram o seu carro abandonado, estacionado perto de um posto de gasolina, sem bateria e com indícios de alguém ter estado a viver dentro. O posto de gasolina estava perto da ponte “Severn” que conta com um longo histórico de suicídios. Por isso, a principal teoria da polícia foi ter-se atirado daí abaixo.




Richey Edwards


Tinha 27 anos e, apesar de ter atravessado uns meses em estado de depressão, a família nunca acreditou no suicídio e não aceitou o seu falecimento até 2008 apesar do corpo nunca ter aparecido.

Outros, menos famosos, que morreram com 27 anos foram Pete De Freitas, baterista dos Jogo & The Bunnymen, que morreu num acidente de bicicleta.

Dennes Boon, guitarrista dos Minutemen, morreu em 1985 quando a camioneta em que viajava sofreu um acidente. Nat Jaffe, um músico de blues muito conhecido nos estados do sul, morreu em 1948 com a tensão arterial alta.

Malcolm Hale, membro dos Spanky & Our Gang, morreu inalando monóxido de carbono na sua estância enquanto dormia. Ron McKernan, membro fundador e teclista dos Grateful Dead, morreu também aos 27 anos de uma hemorragia cerebral, presumivelmente associada ao alcoolismo.

Não deixa de ser curioso que alguns grandes ícones do rock - e outros nem tanto - tenham morrido nessa idade.

Será que alguns deles seriam tão famosos se não tivessem morrido tão jovens?



Tradução JURIS - Artigo original


Criado em: 14/07/2010 • 12:36
Actualizado em: 28/04/2013 • 18:17
Categoria : ARTIGOS DE FUNDO II


Imprimir Imprimir

Comentários

Ainda ninguém comentou.
Seja o primeiro!


  Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.  
Antoine de Saint-Exupéry
^ Topo ^