Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
news_artigo.gifCoisas e loisas da língua portuguesa - Interviu ou interveio?

Eis um erro muito frequente. O pretérito perfeito do verbo intervir:

ele interveio
ele interviu



eu intervim
tu intervieste
ele interveio
nós interviemos
vós interviestes
eles intervieram


O pretérito perfeito de intervir conjuga-se como o do verbo vir. Mas atenção, o particípio passado é intervindo e não intervido. Tal como o particípio passado do verbo vir é vindo e não vido.

Ele tem intervindo
Nós deveríamos ter intervindo
Foi boa ideia ter intervindo
Ele tem intervido
Nós deveríamos ter intervido
Foi boa ideia ter intervido



Outros equívocos demasiado recorrentes


Eles homenagiam
Eles homenageiam

Eu/ele chantageia
Eu/ele chantagia



Do programa Cuidado com a língua



Criado em: 09/04/2009 • 15:05
Actualizado em: 09/04/2009 • 15:10
Categoria : Coisas e loisas da língua portuguesa


Imprimir Imprimir

Comentários


Comentário n°2 

ZeDorsa 28/05/2011 • 06:27

Deveriam é pensar em simplificar a língua portuguesa isso sim , não deve ser tão difícil assim .

Comentário n°1 

Izeibouls 25/11/2009 • 12:54

Q bom poder contar com auxílio de sites como este, pois não consta na grade curricular da minha graduação a língua portuguesa. E vejo que isto dificulta quando preciso escrever algo com maior complexidade. Em todos os cursos superiores, deveriam ter a língua portuguesa no currículo... é uma coisa de se pensar bem...

  Caminante no hay camino, se hace camino al andar.  Antonio Machado
^ Topo ^