Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
news_artigo.gifARTIGOS DE FUNDO - Iogurtes antiúlcera

A equipa de investigadores constatou que, em 42 pacientes infectados com "Helicobacter pylori", a actividade bacteriana de que sofriam ficava reduzida ao mínimo após ingerirem dois destes iogurtes por dia durante quatro semanas.

Uma vez neutralizada a actividade da bactéria nestes pacientes, o anticorpo era destruído posteriormente pelo ácido estomacal. O efeito deste alimento com propriedades medicinais deve-se a um anticorpo que se encontra nos ovos das galinhas, chamado IgY-ureasa e que ajuda o sistema imunitário destes animais a enfrentar esta bactéria.

Incidência bacteriana

A "Helicobacter pylori" infecta mais de 50% da população e é a doença bacteriana gastrointestinal mais comum no mundoApesar de existirem actualmente antibióticos que combatem a bactéria, o objectivo é tornar o tratamento mais acessível, mais fácil de tomar e sem efeitos secundários. Basta acrescentar um novo nutriente à dieta diária do paciente.

Além disso, em muitos países em vias de desenvolvimento onde a bactéria tem uma maior incidência, este iogurte terá um duplo efeito já que ajudará também a combater a desnutrição e outros problemas de saúde por ser uma fonte sã de cálcio e proteínas.

O iogurte antiúlcera já se comercializa no Japão, na Coreia e em Taiwan. Os investigadores acreditam que os resultados favoráveis que estão a obter vão permitir introduzir brevemente o produto no mercado americano onde esta bactéria afecta cerca de 25 milhões de pessoas.

Calcula-se também que ela infecta mais de 50% da população, sendo a doença bacteriana gastrointestinal mais comum do mundo. Esta bactéria foi identificada como o agente causador da úlcera péptica (gastroduodenal) e está classificada também como cancerígeno tipo I, apesar de em muitos casos as pessoas portadoras nunca se chegarem a aperceber de qualquer tipo de sintoma.

O sistema imune das galinhas

Os anticorpos do ovo são uma interessante alternativa ao uso de anticorpos de mamíferos. Já no final do século XVIII se demonstrou que extractos de gema de ovo obtidos a partir de galinhas hiperimunizadas contra a toxina tetânica eram capazes de proteger ratos injectados com dose letais da mesma toxina.

O sistema imunitário das galinhas, em muitos aspectos similar ao dos mamíferos, oferece uma diferença muito importante quanto à transferência de imunidade passiva aos descendentes. Enquanto que nos mamíferos é transferida através da placenta ou do colostro, as aves fazem-no através dos componentes fluidos do ovo.

Quando o ovo se encontra no ovário, a galinha transfere as suas imunoglobulinas "E" (IgY) séricas à gema. Esta denominação provém do nome inglês "yolk" ou gema. Durante o deslocamento do ovo através do oviducto, outras imunoglobulinas são transferidas para a albumina (clara).

Os anticorpos, além de intervirem em diferentes tratamentos de doenças, são também componentes importantes em inúmeras pesquisas biomédicas.

Normalmente são obtidos de mamíferos, mas nos últimos anos os anticorpos de frango (IgY) usam-se cada vez mais devido à crescente preocupação pelo bem-estar animal.

Já que os anticorpos de frango simplesmente podem extrair-se da gema do ovo da galinha, não é necessário sangrar o animal para os obter. Além disso, a quantidade de anticorpos produzidos por uma galinha é muito maior que a que pode obter-se de um coelho.

Os ovos fazem parte da alimentação diária de grande parte da população e, portanto, também os anticorpos que naturalmente se encontram na gema do ovo. Por esta razão, o conceito de consumir anticorpos IgY pode ser facilmente aceite pelo consumidor.

Isto representa uma grande vantagem no momento de tentar elaborar novos produtos preventivos e terapêuticos baseados na tecnologia IgY. Realizaram-se diversos ensaios nos quais se administrou IgY para a prevenção ou tratamento de diferentes infecções humanas como cáries ou a úlcera de estômago.

Ainda fica por determinar se as formulações terapêuticas e preventivas baseadas em IgY são consideradas como produtos medicinais que devem cumprir com todos os regulamentos pertinentes ou podem ser consideradas como alimentos funcionais ou aditivos alimentares que podem ser livremente usados, de maneira menos restritiva e sem a necessidade de registos especiais.

OS ALIMENTOS FUNCIONAIS

A dieta é um factor determinante implicado na prevenção e tratamento de muitas doenças, juntamente com hábitos de vida saudáveis.

Mas um alimento funcional vai para lá deste conceito já que, além de cumprir com o objectivo básico de nutrir, contém um componente, nutriente ou não nutriente, com efeito selectivo sobre uma ou várias funções do organismo, com um efeito acrescentado acima do seu valor nutricional e cujos efeitos positivos justificam que possa reivindicar-se o seu carácter funcional ou inclusive saudável, segundo a definição de especialistas do International Life Sciences Institute (ILSI, na sigla inglesa).

Alguns exemplos de alimentos funcionais são os naturais que contêm certos minerais, vitaminas, ácidos gordos, fitoesteroles, fibra ou substâncias antioxidantes, e os alimentos modificados e enriquecidos neste tipo de substâncias e os probióticos como o iogurte, que têm bactérias vivas de efeitos benéficos para a saúde, ou os prebióticos que contêm ingredientes alimentares não digeríveis, com a propriedade potencial de melhorar a saúde ao promover o crescimento selectivo de bactérias intestinais benéficas.


DECLARAÇÕES NUTRICIONAIS

Só poderão realizar-se declarações nutricionais e de propriedades saudáveis em três categorias e seguindo o critério geral de serem facilmente compreensíveis por parte do consumidor médio, segundo o regulamento (CE) 1924/2006 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 20 de Dezembro de 2006, relativo às declarações nutricionais e de propriedades saudáveis nos alimentos, aplicado a partir do 1 de Julho de 2007 em todos os estados membros.

  • As chamadas "declarações nutricionais" ou "de conteúdo", que são aquelas que afirmam, sugerem ou dão a entender que um alimento possui propriedades nutricionais benéficas específicas por causa do seu contributo energético ou pelos nutrientes ou outras substâncias que contém ou não contém (por exemplo, "baixo em calorias, sal ou açúcar" ou "rico em vitaminas, fibra ou proteínas").
  • As "declarações de propriedades saudáveis", que são as que dão a entender a existência de uma relação entre uma categoria de alimentos, um alimento ou um dos seus componentes e a saúde. A publicidade está cheia de exemplos deste tipo de declarações que se referem a alimentos que, por conter um determinado ingrediente, são bons para as defesas do organismo ou nos ajudam a reforçar a saúde ou a reduzir o colesterol.
  • As "declarações de redução do risco de doença", que são aquelas que afirmam que o consumo de um alimento ou de um de seus constituintes reduz significativamente um factor de risco de aparecimento de uma doença (como, por exemplo, anúncios ou rótulos de alimentos que afirmam que diminui o risco de sofrer de isquemia coronária ou acidentes vasculares cerebrais).

Maite Pelayo




Criado em: 27/03/2009 • 05:15
Actualizado em: 27/03/2009 • 07:29
Categoria : ARTIGOS DE FUNDO


Imprimir Imprimir

Comentários

Ainda ninguém comentou.
Seja o primeiro!


  Recomeça... se puderes,
sem angústia e sem pressa e os passos que deres,
nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade,
enquanto não alcances não descanses,
de nenhum fruto queiras só metade  
Miguel Torga
^ Topo ^