Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
news_artigo.gifCANCIONEIRO de Castelões - Romances - Romance VIII



Eu já vi a Felizmina
No seu balcão assentada,
Cum pente d'ouro na mão,
Seu cabelo penteava.

Lá passou um soldadinho,
Logo lhe apertou a mão:
- Se tu queres alguma coisa,
Agora é ocasião.

- Meu marido não 'stá cá
Vai na serra do Marão.

- Que tens tu ó Felizmina,
Que estás tão (ai) desmaiada?

- É uma grande dor de dentes
Que me faz agoniada.

- Não é essa dor de dentes
Que te mudam essas cores,
Ou tu me temes a morte
Ou tu tens outros amores.

- Eu a morte não ta temo,
Que dela hei-de morrer;
Tenho pena de meus filhos,
Que outra mãe não hão-de ter.


De minha mãe - Janeiro de 1947


Criado em: 08/11/2008 • 10:43
Actualizado em: 08/11/2008 • 10:45
Categoria : CANCIONEIRO de Castelões


Imprimir Imprimir

Comentários

Ainda ninguém comentou.
Seja o primeiro!


  Amar é saborear, nos braços de um ser querido, a quantidade de céu que Deus pôs na carne  Victor Hugo
^ Topo ^