Menu
Qui Quae Quod

Fechar Responsabilidade Social Corporativa

Fechar ARTIGOS DE OPINIÃO

Fechar Justiça Restaurativa

Fechar Multiculturalismo

Fechar Dossier Europa

Fechar ARTIGOS DE FUNDO

Fechar ARTIGOS DE FUNDO II

Fechar ARTIGOS DE FUNDO III

Fechar TENDÊNCIAS 21

Fechar CIBERDIREITOS

Fechar No gesto da procura

Fechar Os erros do ditado

Fechar Para ler e deitar fora

Fechar O canto dos prosadores

Fechar UTILITÁRIOS

Fechar Apresentações

Fechar Barra JURIS

Fechar CANCIONEIRO de Castelões

Fechar Coisas e loisas da língua portuguesa

Fechar DIVULGAÇÃO DE LIVROS

Fechar Delitos Informáticos

Fechar Encontros

Fechar JURISPRUDÊNCIA

Fechar Livros Maravilhosos

Fechar MANUAL DE REQUERIMENTOS

Fechar NeoFronteras

Fechar Nova Lei das Rendas

Fechar O canto dos poetas

Fechar Vinho do Porto

Fechar Workshops

Relax
Pesquisar



Visitas

   visitantes

   visitantes online

PREFERÊNCIAS

Voltar a ligar
---

Nome

Password


SOS Virus

Computador lento?
Suspeita de vírus?
Fora com eles!
AdwCleaner

tira teimas!
--Windows--

Já deu uma vista de olhos pelas gordas de hoje?


Desde 2004
Pesquisa Jurisprudência

hera.pngPesquisa de TODA a jurisprudência nacional e comunitária (publicada na net),
incluindo o DRe
 
 
Ajuda

Um artigo ao acaso: ARTIGOS DE FUNDO - Dieta que activa o gene da longevidade

Já dizia o saudoso tio Zacarias quando, a rondar os 100 anos, alguém lhe perguntava pelo segredo de tanta longevidade:
- Pouca cama, pouco prato e muita sola de sapato!

Esta memória vem a talhe de foice numa altura em que vários investigadores de diversas universidades vêm dizer isto mesmo com palavras caras, com estudos e relatórios científicos.

O tio Zacarias não sabia nada de sirtuinas, mas sabia do que falava quando falava de longevidade.



Nos últimos anos, diversos centros de investigação procuram conhecer em profundidade o efeito da dieta global ou de nutrientes concretos sobre a prevenção do envelhecimento celular.

Numerosas investigações em animais (ainda não em humanos) associam a restrição calórica a uma maior esperança de vida, mesmo que não se conheçam exactamente os mecanismos que o provocam.

A propósito deste tema, cientistas da Universidade de Navarra publicaram uma investigação onde apresentam uma dieta que activa as sirtuinas, um tipo de enzimas também conhecidas como o gene da longevidade.

A investigação provou, em animais de laboratório, que uma dieta baixa em calorias activa estas enzimas com a consequente diminuição do stress oxidante celular - que poderá ter efeitos positivos no retardamento do envelhecimento - e do desenvolvimento de doenças degenerativas. Não obstante, os dados não são ainda extensivos aos humanos.

Menos calorias, mais vida

A redução da ingestão de alimentos aumenta a vida útil numa ampla gama de espécies

Está demonstrado que uma dieta baixa em calorias tem efeitos benéficos em vários biomarcadores do envelhecimento, como a diminuição da sensibilidade à insulina, um elemento precursor da diabetes que está...

Outras Notícias


JURIS

É com prazer que abrimos este novo espaço de divulgação e comunicação.

Depressa se constatará como ele representa uma nova forma de estar. Quebrando as regras tradicionais, este sítio é interactivo.

Não se limita a ser lido ou a ser mais um local onde podem descarregar-se conteúdos.

Cada informação, cada notícia, pode ter a marca da sua intervenção. Directa. Imediata. Sem recurso a email. À distância de um clique pode estar a sua palavra feita opinião, sugestão ou recomendação, sempre que o entender.

No momento seguinte ela fará parte da alma deste sítio. Transparente e livre como nasceu.

 Maio de 2004

 
 


 

 

 
 



  Experiência não é o que acontece a um homem; é o que o homem faz com o que lhe acontece  Aldous Huxley
^ Topo ^